Blog

valores
Comportamento Educação para os filhos Sociedade

Valores familiares: quais serão os valores dos meus filhxs?

O que responderiam seus filhos se alguém lhes perguntar ‘Quais são seus valores?’

Honestidade, fé, amor…?

Palavras como essas são as que aprendemos a dar como resposta para ‘a sociedade’ para passar nos testes sociais. Mas, essas podem ser palavras supérfluas. É quase certo que quando os seus filhos se sentirem testados provavelmente vão querer usar a resposta que funciona. Aquela que a sociedade nos ensinou e lhes ensinou e assim, provavelmente passarão no teste.

Mas valores são mais do que uma série de palavras bonitas. Muitas organizações ostentam um quadro – também bonito – nas suas paredes declarando valores que, ao primeiro aperto, são deixados de lado para garantir o lucro. Não importa como, garantir o lucro é mais importante do que sustentar valores mal escolhidos para momentos de aperto. A pergunta é se nós – pessoas físicas – conseguimos sustentar essas palavras em tempos de aperto. E nossos filhos? E nossa família?

Valores são repetições

Valores são aquelas coisas que repetidamente praticamos, mesmo que não tenham nomes bonitos. Esses são vividos no dia-a-dia, sem que precisemos ostentá-los num quadro, de modo que quase nos passam despercebidos. Quase, principalmente quando não queremos perceber que os nossos reais valores são um pouco diferentes daqueles clássicos citados acima no início do artigo.

Prazer? Ócio? Vícios? Comparações?

Não. Esses não podem ser os meus valores! – pensamos, com medo de viver culpados, por nos imaginarmos fúteis. Mas repetições também nos ajudam a avançar na vida: exercício físico, colaboração, afeto… para nomear alguns.

Valores são sonhos

Valores são também aqueles sonhos que desejamos concretizar um dia. Aquilo que faríamos, compraríamos, desfrutaríamos se pudéssemos. Ao chegar o dia em que não temos mais preocupações (mesmo que temporariamente) para satisfazer nossas necessidades básicas, colocamos em prática aquilo que sonhamos: ir para uma praia ou campo, tomar um banho de mar ou cachoeira, conversar com alguém, dançar, comer um bom prato, beber, ficar sozinhos sem ninguém incomodando… Sim, sonhamos realizar aquilo que tem valor para nós.

Valores são visíveis

Nossos valores podem ser facilmente vistos pelas outras pessoas. Se perguntarmos para quem nos conhece bem ‘o que é o que eu mais faço na vida?’ poderemos ter uma ideia de quais valores – aquilo que repetidamente praticamos – estamos vivendo. A resposta para essa simples pergunta diz bastante sobre nós. Faça ela para diferentes pessoas e poderá perceber coisas que, ao mesmo tempo que estavam encobertas para você, estão explícitas para os demais.

Então, voltando ao início, você sabe como seus filhos responderiam aquela pergunta? E mais, você sabe quais são os valores dos seus filhos?

Vamos ajudar você: complete ou responda estas frases e terá uma boa noção do que realmente é valioso para eles:

  • Qual é a primeira coisa que ela/ele gosta de fazer ao chegar num lugar novo?
  • Meu filho/Minha filha é sempre…
  • Minha filha/Meu filho é muito…
  • Para ele/ela, a vida não vale a pena sem…

Se não consegue completar as frases ou responder assertivamente, sugiro que sentem juntos, em família, e conversem sobre essas frases, de maneira descontraída, começando como se fosse uma brincadeira. E deixem claro e explícito o que é valioso para cada um. Construam a partir daí acordos sobre o que é importante para que a família caminhe junta, em momentos de paz e em momentos de aperto. Não façam como aquelas organizações!

#talkB4 #melhorvoceantes

11 comments

  1. Salve, camarada Calderón!

    Valeu pelo texto assertivo e agregador.
    Vou compartilhar…..

    Na Jornada,

  2. Viviane Guizelini

    Gostei do texto!
    Vou compartilhar com meu companheiro e filhos!

  3. Gostei da visão a respeito de valores e acredito que é algo que pode auxiliar imensamente na criação de cada um!

  4. Tamojunto Levi!
    Obrigado.

  5. Que bom Vivi!
    Obrigado!

  6. Matheus, é nossa missão né irmão?
    Abraços!

  7. Oscar , olá. Texto muito profundo com muita simplicidade. Você levanta questões de reflexão tocantes. Muito obrigada por ter me enviado.
    . Abraço.

    1. Obrigado Yvette! Um grande abraço.

  8. Carla K M Gerulaitis

    Oscar, obrigada pela reflexão. Quero que vc pergunte aos meus filhos quais valores são significativos para eles, ele me conte a resposta… Olha que cilada!! Abraços

    1. Olha! Pergunto e conto, claro! Mas o que mais importa é você poder ver, diariamente, que as ações deles são coerentes com aquilo que vocês – como família – entendem que tem valor. Essa coerência só se constrói com muito diálogo, e dando o exemplo. Penso que isso acontece na tua casa, né?

      Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *